Buscar

Notícias

20-06-2018

Categoria: Santuário

O Matrimônio, desafio do Amor Fiel

“O que Deus uniu, o homem não separe” (Mt 19,6).

 

O Matrimônio é o sacramento que celebra o amor que naturalmente brota entre um homem e uma mulher cristãos. É uma vocação e uma consagração mútua do corpo e do coração. É uma promessa de fidelidade e de busca de felicidade no amor. Deus os chama para serem uma comunidade familiar pelo serviço no amor. Como nas bodas de Caná, o Bom Jesus está presente para dar a sua graça e não deixar que a festa se acabe.

 

Só o amor muito forte leva uma pessoa a entregar-se inteiramente à outra, consagrando a própria vida para fazer o outro feliz. Pelo sacramento, ambos se comprometem a ser instrumento de salvação um para o outro, fazendo o próprio lar uma pequena igreja, onde Deus está presente (Ef 5,25-33).

 

A realização do sacramento do Matrimônio se faz num caminhar lento, no dia-a-dia da vida a dois. A Bíblia fala que “os dois serão uma só carne”, isto é, um só coração e uma só alma. A graça especial desse sacramento é a fidelidade em se amar e em viver unidos até a morte. Nisto consiste o sinal-testemunho de um casal cristão: ele representa, pela própria vida a dois, o amor, a aliança e a fidelidade de Deus com a humanidade.

 

O egoísmo, que leva cada um a pensar só em si mesmo, é o grande pecado do casamento. A ternura mútua, que envolve toda a vida do casal e se traduz em carinho, em respeito, em diálogo constante e em união sexual, é a mais bela expressão do amor conjugal. Sempre fiéis um ao outro, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, o casal se torna maduro para gerar e educar novos filhos de Deus. Assim, a família é um pequeno espelho de Deus, que também se assemelha a uma família: Pai, Filho e Espírito Santo, que são um só pelo amor e sempre geram Vida.

 

O sacramento do Matrimônio é celebrado pela comunidade, tendo como ministros os próprios noivos. Da sinceridade de seus sentimentos e de sua fé depende a validade desse sacramento. E é na oração comum e na participação da eucaristia que o casal fará crescer o dom recebido, de tal modo que a família terá forças para manter-se unida, para superar as dificuldades da vida moderna e para evitar todos os erros que os meios de comunicação jogam dentro dos lares.

 

Leia na Bíblia: Mt 5,27-32; 12,46-50; 19,3-12.

 

REALIZAÇÃO DE CASAMENTOS

 

1. INFORMAÇÕES GERAIS:

 

Preferencialmente, cada casal deve realizar sua Cerimônia de Casamento na Paróquia onde reside para fazer parte da comunidade local de onde mora. Porém, compreendemos a vontade dos que desejam realizar o seu Casamento ou de algum parente no Santuário do Bom Jesus da Lapa.

 

Para que isso aconteça satisfatoriamente, é necessário cumprir algumas exigências:

  • Entrar em contato com a Secretaria do Santuário;
  • Agendar dia e hora com antecedência;
  • A documentação para o casamento deverá ser providenciada na paróquia onde os noivos residem;
  • A documentação deve ser entregue até um mês antes do dia do Casamento;
  • Para casar no Santuário, precisa-se de transferência da Paróquia do noivo ou da noiva ou do casal (casados civilmente ou união livre).

 

2. DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA O PROCESSO:

 

  • Carteira de Identidade;
  • Certidão de Casamento (para os casados civilmente);
  • Certidão de batismo atualizada, isto é, tirada nos últimos 6 (seis) meses.
  • Certificado de Curso de Noivos: o curso pode ser feito em qualquer Paróquia.
  • Para os menores de 18 anos de idade será necessário o consentimento, por escrito, dos pais ou responsáveis. Nesse caso, os pais ou responsáveis deverão acompanhar o menor, munidos de seus respectivos documentos.

Obs.: para os maiores detalhes, consulte a Paróquia onde será preparado o processo.

 

3. NORMAS:

 

Devido aos constantes e prolongados atrasos dos noivos para o início da Celebração Sacramental, fica determinado o seguinte:

  • A Taxa de Casamento no Santuário segue o mesmo valor de toda a Diocese de Bom Jesus da Lapa. Caso tenha filmagem, será cobrada a taxa de iluminação (ver os valores na Secretaria);

  • No ato do pagamento das taxas, será cobrada a taxa caução, referente ao atraso, no mesmo valor do casamento. A tolerância será de 15 minutos ou se houver alguma impossibilidade agravante (justificada). Se não houver atraso, a taxa será devolvida;

  • Os horários indicados para a Cerimônia no Santuário são 10h, 16h e 17h. Não haverá cerimônia à noite.

 

4. NORMAS PARA MÚSICAS DE CASAMENTO:

 

De acordo com as normas da Igreja, sendo o matrimônio uma cerimônia religiosa, só serão permitidas músicas de caráter sacro ou erudito. Não são permitidas, portanto, músicas de danças, melodias de filmes (a não ser que sejam enxertos de músicas eruditas já conhecidas), composições de festivais e canções populares.

A música deve silenciar nas orações, leituras e durante o Rito Sacramental. É recomendável que se entre em contato com o celebrante antes da cerimônia.

Eventos

Campanha

Espiritualidade

×

Próximo
evento: